Papo cabeça

Por  |  0 Comentários

Texto Tatiana Guedes

Formada em Psicologia, licenciada e bacharelada, Ana Claudia Abrantes especializou-se em Psicologia Clínica com Crianças pela PUC. Apaixonada pelo doce universo infantil, ela fala a Inesquecível Festa Infantil & Teen sobre as principais dificuldades da garotada.

Qual o problema mais recorrente entre a garotada?

psicologia-infantil-anaA criança que chega hoje ao consultório vem geralmente encaminhada pela escola ou porque está com problemas de relacionamento e baixo rendimento. As crianças muito pequenas (3 a 5 anos) não têm questões com notas baixas, mas de convivência e interação com grupo e não rendem como deveriam.  Até os bebês – que não estão em creches – deixam transparecer quando há algo de errado em casa. Eles dão sinais através do choro, do comportamento e na hora da alimentação. Toda criança demonstra, de uma forma, que não vai bem e ela não está feliz. Basta que os pais estejam atentos e procurem ajuda especializada.

A consulta é feita na presença dos pais?

As primeiras entrevistas (duas a três) são feitas com os pais, sem a criança, juntos ou em sessões separadas, dependendo de cada situação. É muito importante que ambos participem, mas no caso da ausência deles, é bom ouvir quem convive com a criança: os avós, por exemplo. Quando a criança vem para as sessões individuais, conversamos sobre o motivo pelo qual ela está ali, através de desenhos, jogos e brincadeiras. Ela precisa se sentir a vontade de falar e interagir com aquela pessoa que, até então, era uma estranha. E nada melhor do que fazer isso de forma lúdica.

Você atende a família ou a criança?

Nenhuma criança vai para a Psicoterapia pelos próprios pés, todas são levadas e autorizadas pelos pais! Não é atendimento familiar e, sim, sessões com os responsáveis, de orientação. O terapeuta de crianças deve ouvir também a família ou, pelo menos, aqueles que convivem mais de perto com o pequeno paciente. Toda criança melhora muito mais rápido e o tratamento flui melhor, quando os pais participam e o profissional conhece história de vida deles. Por isso procuro dar suporte aos dois, junto com a criança.

A psicologia infantil traz uma solução definitiva?

 Tem uma grande diferença entre atender criança e adulto, porque este tem questões mal resolvidas de muito tempo atrás e, por livre e espontânea vontade, vai procurar ajuda. Mas a criança são os pais que levam ou a escola que a encaminha, por exemplo, com um uma queixa de hiperatividade. Às vezes, a criança é apenas muito agitada e não hiperativa. Depois que o terapeuta encontrar o foco do problema, aquilo vai ter um fim porque lidamos com crianças. Ela pode retornar e buscar ajuda psicoterápico quando for adolescente ou adulta, se assim desejar.

O que você considera saudável para a rotina de uma criança?

Brincar! Toda criança precisa brincar muito e experimentar o mundo do faz de conta e das fantasias. Os cuidados básicos todo mundo faz, ou melhor, deveria fazer. Mas carinho, atenção e dedicação são importantes para estabelecer vínculos amorosos e de confiança, porque é ela que vai ligar todos os outros sentimentos. Confiança é quando a criança sabe que pode contar tudo que acontece com ela para a mãe e para o pai – seja algo que a incomoda ou que a deixa feliz. Na adolescência, existe a fase em que não contamos nada, mas se na hora do aperto o indivíduo tiver o canal aberto com os pais, significa que a confiança foi estabelecida lá atrás, na infância.

Qual a importância para as crianças em comemorar o aniversário?

Quando a criança tem um ano a festa é voltada para os pais e para a sociedade já que ela ainda não entende muita coisa e seu circulo de amizades é bem restrito. Mas, sem dúvida, ela vai adorar assistir os vídeos e ver as fotos! Aos dois ou três anos, ela já sabe o que é uma festa, tem muitos mais amigos e participa dos aniversários mais intensamente. Sem contar que os pequenos passam a escolher os temas das festas de acordo com seus personagens preferidos! Os pais devem valorizar e incentivar, sem exageros. Celebrar a data de nascimento é uma das coisas mais importantes para uma criança.

Você já acessou o nosso Guia de Fornecedores? Está imperdível! É muito carinho envolvido pelos melhores profissionais do país – e com selo Inesquecível Festa Infantil!

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *