Mesversário: tudo o que você precisa saber

Por  |  0 Comentários

Quem gosta de comemorar não resiste ao mesversário. Esperar para quê, não é mesmo? Para te introduzir à nova moda das festas infantis, conversamos com profissionais que dão dicas imprescindíveis para as mamães festeiras.

Confessemos: a ansiedade para o primeiro aniversário é extravasada logo no primeiro mês (ou, no máximo, no sexto). Saciando a vontade que vocês têm, a Inesquecível Festa Infantil & Teen foi atrás de decoradoras da área, trazendo todas as novidades do ramo!

SOLTE A IMAGINAÇÃO

Tim Maia já exclamava, “vale tudo”! E vale mesmo (quase) tudo, pois pensar novos temas a cada mês é complicado. O jeito é deixar com que a imaginação flua livremente. Mas o interessante é manter o foco na leveza dos primeiros meses. Ou seja, quer uma festa de princesa? Ok, mas não seria melhor deixar para o primeiro aninho?

“Aconselho sempre temas diferentes do que vai ser escolhido para o aniversário de um ano. Os lúdicos fazem muito sucesso! Por isso indico o universo dos bichos, como borboleta e joaninha”, sugere a decoradora Lorena Duque.

Acompanhar a época e as festividades durante o ano é uma boa saída para quem se encontra encurralada depois de criar temáticas meses seguidos.

“Faz total diferença celebrar aquela data comemorativa. Páscoa, festa junina e Natal são alguns dos que a gente acaba projetando para os bebês”, revela.

Assim Lorena tem feito para a Maria Flor, filha da atriz Deborah Secco. Apenas com quatro meses, a pequena já teve mesversário de Carnaval e Páscoa, celebrando de um jeito infantil os feriados nacionais.

mesversario-filha-deborah-secco-carnaval mesversario-filha-deborah-secco-decoracao mesversario-filha-deborah-secco-pascoa mesversario-filha-deborah-secco-tres-meses

QUAL O TAMANHO DO MEU EVENTO?

Naturalmente uma comemoração mais íntima, o mesversário é desde um jantar somente com os pais e irmãos até algo mais amplo, com outros familiares e amigos. Mas, de qualquer maneira, os convidados não costumam passar de vinte pessoas. Lorena acredita ser uma festa mais reservada, com a presença dos “avós e padrinhos”.

A proporção tomada pelo evento depende do seu desejo, afinal quem adora brindar à vida tem todo o direito de fazê-lo sempre, né?

“Acho que qualquer evento tem que ser a cara da pessoa que está oferecendo. Se é alguém que ama festividade e receber pessoas, quando tem essa oportunidade tem que comemorar! O lado bom de personalizar é ficar a sua cara. Pode ser para cinco ou até vinte pessoas. Depende do perfil do cliente. Devem externar aquela felicidade do jeito que acharem que tem que ser.”

Já a decoradora Adriana Romualdo, da empresa carioca Julubeca, acredita que pode haver uma periodicidade para quem não quer fazer todos os meses.

“Tem gente que prefere comemorar o primeiro mês e depois só o terceiro, o sexto e o nono”, conta.

Os primeiros trinta dias do bebê podem ser celebrados em duas fases. “Para que todo mundo consiga conhecer o novo membro familiar, pode ser feito um para os pais, avós e parentes. Enquanto no outro serão chamadas as pessoas que não puderam ir à maternidade”, sugere Adriana.



NÃO PODE FALTAR!

  • Bolo
  • Vela
  • Brigadeiro

mesversario-um-mes mesversario-filha-deborah-secco-quatro-meses

Conhece o nosso Guia de Fornecedores? Veja quem são os profissionais mais indicados pela Inesquecível Festa Infantil e acerte na escolha!

avatar

Apaixonada por crianças e por jornalismo, segue se inspirando no universo lúdico infantil e fazendo de tudo pelos sobrinhos enquanto os seus 30 e poucos não chegam com a vinda da cegonha.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *