Grávida do primeiro filho, Mallu Magalhães lança livro infantil

Por  |  0 Comentários

A cantora escreveu e ilustrou esse seu primeiro livro infantil. 

Assim como muitas mães, a Mallu Magalhães reúne em si diversas funções. Que ela é cantora, compositora, instrumentista e esposa do, também cantor, Marcelo Camelo, muita gente já sabe. O que poucos conhecem é que tem talento para o desenho e para a literatura. Grávida de seu primeiro filho, lança através da Matrix Editora o livro infantil Juju Bacana.

juju-bacana-livro-infantilEm entrevista para o site do Estadão, Mallu contou todo o processo até ter a narrativa concretizada. “A proposta veio por parte da Green (marca de roupas infantis), que, toda coleção, lança um livro junto com o catálogo das roupinhas. No meu caso, fiz a história e as ilustrações.” A cada editorial novo a empresa convida um artista para criar uma trama que mantenha a relação com as estampas e referências escolhidas para os looks.

A cantora já havia se engajado nos desenhos ao fazer os pôsteres da turnê da Banda do Mar pelo Brasil e por Portugal. Agora, no livro, ela se dedicou a narrar sobre “uma menina que quer fazer uma festa muito legal para comemorar o seu aniversário junto com seus amiguinhos”, segundo publicação do Estadão. A personagem principal tem algumas características inspiradas nela. “Me sinto um pouco Juju: adoro celebrações, adoro sentir e dividir alegrias com quem gosto”, revela. Os pais também são exatamente como os da Mallu, tirando o fato da mãe dela não ter o hábito de cozinhar.

As festas sempre despertam uma energia e um sentimento muito grande nas crianças. Juju Bacana mostra a alegria dos pequenos com os preparativos do dia tão importante para eles.

Você já acessou o nosso Guia de Fornecedores? Está imperdível! É muito carinho envolvido pelos melhores profissionais do país – e com selo Inesquecível Festa Infantil!

avatar

Apaixonada por crianças e por jornalismo, segue se inspirando no universo lúdico infantil e fazendo de tudo pelos sobrinhos enquanto os seus 30 e poucos não chegam com a vinda da cegonha.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *