Como lidar com alergias respiratórias causadas por erros alimentares

Por  |  0 Comentários

Texto Gabriela Chaves, nutricionista

As doenças alérgicas, tipo rinite, são muitas vezes menos valorizadas, “subdiagnosticadas” e menos tratadas do que deveriam. Além de serem muito mais recorrentes nas crianças, atingindo o pico na adolescência. Mas atenção! Também afetam adultos.

Estas doenças contribuem para o prejuízo no rendimento escolar e na qualidade de vida, pois são altamente incômodas. Sofrem influência de vários fatores ambientais, alimentares, bem como de ordem psicológica.

O ar que adentra na narina é filtrado, aquecido e umedecido, este segue o caminho pela faringe, laringe, traqueia, brônquios, bronquíolos e por último pelos alvéolos pulmonares, onde entrega o oxigênio e recebe o dióxido de carbono, em seguida volta pelo mesmo caminho. Inspira e expira.

As crianças alérgicas tendem a inspirar pela boca levando para seus pulmões um ar cheio de bactéria, frio e seco, o que pode piorar o quadro clínico das alergias respiratórias.

A rinite pode ser alérgica, indicando intolerância alguma substância química proveniente da comida ou do ambiente, geralmente alimentos sem valor nutricional de má qualidade podem gerar o início da alergia. Vai haver um aumento na produção de muco produzido pelas membranas, como método de proteção de superfície no ser vivo, contra a desidratação, ataque químico, bacteriológico ou simplesmente como lubrificante.

Uma alimentação rica em contaminantes, conservantes, aromatizantes e aditivos pode intoxicar o corpo. Este excesso de química acidifica a mucosa intestinal e cria uma ambiência para o desenvolvimento de patógenos (vírus e bactérias).

doencas-alergicas-suco

EVITAR…

Laticínios, carne vermelha, leite animal, oleaginosas, farinha branca, doces, balas e embutidos.

INCENTIVAR A ALIMENTAÇÃO DE…

Água de coco, brócolis, espinafre, goiaba, abacaxi, limão, abacate, abobrinha, abóbora, chá verde, gengibre, própolis, mel, rúcula, couve flor, melancia, aipo, salsinha, kiwi, pimenta e laranja-lima.

Fazer um soro caseiro é uma boa dica, com isso, impedimos que a bactéria se aloje no muco e se multiplique. Manter o nariz limpo e sem acúmulo de muco espesso é uma maneira simples de ajudar na melhora das rinites.

COMO FAZER O SORO

Aquecer uma xícara de água potável. Após a fervura, deixe esfriar e misture com uma colher de chá de sal grosso moído. Coloque no tubo nasal e limpe as narinas várias vezes ao dia.

Anote as dicas da especialista e melhore os casos de doenças alérgicas nas suas crianças.

Conhece o nosso Guia de Fornecedores? Veja quem são os profissionais mais indicados pela Inesquecível Festa Infantil e acerte na escolha!

avatar

Apaixonada por crianças e por jornalismo, segue se inspirando no universo lúdico infantil e fazendo de tudo pelos sobrinhos enquanto os seus 30 e poucos não chegam com a vinda da cegonha.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *