Bufê com comida natural: o que e como servir

Por  |  0 Comentários

Ao contrário do que muita gente relaciona, festa infantil não é sinônimo de comer besteira. O bufê pode ser muito saudável e atrativo. Veja!

Para agradar a gregos e troianos, que tal ter o bufê usual e inserir um cantinho da comida natural? A intenção é deixar à vontade e bem servidos os convidados que tiverem alguma alergia ou restrição na dieta. Muitas crianças desenvolvem sensibilidades aos derivados de leite ou outros alimentos. Como diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar.

A coordenadora do Rappanui Kids, Alana Rocha, conversou com a Inesquecível Festa Infantil & Teen sobre como transformar frutas e legumes em lanches de dar água na boca. Tudo o que você precisa saber para abastecer o aniversário de fontes naturais de energia está aqui!

sticks-frutas-comida-natural-monica-dantas

LANCHES E BEBIDAS NATURAIS

“Com criatividade e imaginação conseguimos adequar o cardápio de maneira que agrade todos os convidados.  Sanduíches de pão integral fazem muito sucesso sempre! Pipoca, sticks de legumes servido no copinho, canapés como tomatinho cereja com mussarela de búfala e manjericão, além do que pode ser feito ao forno é sempre preferencial, como as batatas”, explica Alana.

Seja jantar ou lanche, o menu pode ser bem variado, tendo de acompanhamento, água de coco e sucos de frutas, que são as melhores opções para hidratar as crianças depois de tantas brincadeiras. Esses podem ser colocados em suqueiras para estar “mais próximo da criançada”, como sugeriu Alana. Os pratos destinados aos pequenos devem conter muitas cores e formatos divertidos.

“As melhores opções para integrar uma mesa de jantar são: carboidrato, massa integral ou arroz integral, duas opções de proteína sendo uma carne e um peixe, saladas verdes e salada de legumes. Usar e abusar da criatividade deixa a salada mais atrativa para a criançada. Fazemos personagens e carinhas de acordo com o tema da festa encantando assim todos os convidados”, indica.

Picadinho-carioca-comida-natural biscoito-polvilho-comida-natural



MODOS DE SERVIR

Finger food ou mesa de jantar? Qual é o mais prático para servir os miniconvidados? Alana afirma que os lanches que podem ser pegos à mão são os mais fáceis para os menores manusearem. E tem mais! O formato escolhido pelo bufê para os garçons servirem também tem que ser pensado para cada público que é trabalhado. Apesar de existirem as alternativas de colocar a comida na mesa ou empratada, a melhor é a volante.

“A opção mais prática é a volante, já que o garçom leva a miniporções prontas para o convidado poder degustar o quitute”, conclui.

O ponto fixo, como um cantinho vegetariano ou vegano, é a escolha certa para quem prefere destacar a culinária diferenciada existente na festa infantil ao invés da praticidade oferecida pelo serviço volante. A tendência da comida natural em aniversários está na escolha dos alimentos, que muitas mães têm pedido que sejam orgânicos e funcionais, como soja, brócolis, grão integral, frutas e vegetais.

finger-food-comida-natural cupcake-quatro-queijos-comida-natural

CANTINHO VEGANO

Para os convidados que têm uma dieta bem mais restrita, uma excelente saída para atender às necessidades deles é elaborar um cantinho vegano. Nesse espaço apenas entrarão pratos e lanches sem ingredientes derivados de animais.

“No lugar da pipoca pode servir milho cozido espetado no palitinho, pizza de pão árabe integral com tomate e manjericão, um minipenne com molho de beterraba e cenoura com castanha do Pará, que servido quentinho faz maior sucesso!”

Essas e muitas outras variedades para bufê infantil você encontra na Rappanui Kids. É só entrar em contato através do telefone (21) 2608-4255 ou (21) 98539-7698.

sobremesas-frutas-comida-natural

Conhece o nosso Guia de Fornecedores? Veja quem são os profissionais mais indicados pela Inesquecível Festa Infantil e acerte na escolha!

avatar

Apaixonada por crianças e por jornalismo, segue se inspirando no universo lúdico infantil e fazendo de tudo pelos sobrinhos enquanto os seus 30 e poucos não chegam com a vinda da cegonha.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *