A energia dos brinquedos

Por  |  0 Comentários

“É isso que procuro fazer. Curtir plenamente cada novo brinquedo seguindo a lógica do “menos é mais”

???????????????????????????????Na comemoração do aniversário de dois anos do meu filho Felipe decidi fazer uma festa íntima, um “bolinho caprichado” com a presença de poucas crianças. E mesmo sendo apenas uma reunião em casa ele ganhou umas duas dezenas de presentes. Alguns desses presentes preciso confessar que o Felipe não viu até hoje. Eles permanecem escondidos em um armário esperando para fazer a alegria de um dia comum. A criança nessa idade ainda não processa direito quem deu o que. E não dá muito valor. A frase é clichê, mas verdadeira. Uma enxurrada de brinquedos estimula a compulsão. Ela rapidamente perde o interesse no primeiro para ir fuçar o segundo, terceiro, décimo… E quando termina de rasgar todos os papéis de embrulho faz cara de tédio sem saber com o que brincar. Enquanto que um pacote oferecido em um dia inesperado tem um sabor especial. E é isso que procuro fazer. Curtir plenamente cada novo brinquedo seguindo a lógica do “menos é mais”. E também saber quando chega a hora de “desapegar”. Afinal de contas, o importante mesmo é brincar, em vez de apenas TER os brinquedos infantis.

No último Natal fiz uma limpa e doei muitos bichinhos e joguinhos com os quais ele já não interagia mais. Brinquedo pra mim é que nem livro: tem que circular. Adorei o conceito de uma novo negócio que está surgindo no Rio. Se chama www.bauverde.com.br e a ideia é oferecer aluguel de brinquedos para bebês e crianças de 0 a 4 anos. Cada família pode escolher um plano mensal que a atenda, dando direito a variar os brinquedos. Para os pais, nem preciso dizer que é uma alternativa, digamos, sustentável. O consumo compartilhado nos ajuda a criar filhos com uma atitude menos consumista, mais colaborativa.

brinquedos-diversao-festa-infantil-ideia-criativa-aluguelGostaria de aproveitar este espaço para fazer um protesto aos sacos de presente que ficam na porta das festas. Não tem nada mais impessoal e sem charme do que uma recepcionista perguntar se você “tem presente?”, e juntar o seu embrulho a outros tantos dentro de um gigantesco saco de lixo antes de você sequer pisar dentro do evento. Parece que ela está cobrando um ingresso pela sua entrada. Entendo e concordo que é impraticável abrir os mesmos durante a festa, mas os pais poderiam receber os pacotes em mãos, agradecer e entregar para alguém guardar no minuto seguinte. A logística é só um pouquinho mais elaborada.

E não tem nada de errado separar uma parte desses brinquedos recebidos para reciclar ao longo do ano. Com 18 crianças na turma e 9 meses de aula no ano, em 2013 tive uma média de dois aniversários por mês, sem contar os amigos de fora da escola. Aprendi como pode ser útil manter em casa uma reserva-técnica…

brinquedos-divertidos-criancas-ideia-criativa-compartilhar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *