A revolução das papinhas: Baby Bullet

Por  |  0 Comentários

Um dos mais de mil afazeres de uma nova mamãe e, talvez o mais delicado deles, é oferecer uma excelente alimentação ao seu bebê. Quando o leite não supre mais, começa a fase de testes: Centenas de receitas com proteínas, frutinhas e legumes, para um cardápio mais saudável possível.

Alimentos industrializados cheios de conservantes devem ser os mais temidos, alguns nem se quer fornecem a quantidade de vitaminas e nutrientes necessários para uma dieta que se comprometa com o desenvolvimento da criança. Ainda assim, algumas marcas que atuam no mercado, representam nomes de peso no quesito praticidade.
A questão que pretende-se levantar, é a inversão do uso desses alimentos feitos em escala industrial que ao invés de servirem como alimentação complementar, substituíram a natural e tomaram o lugar principal na dieta das crianças. É preciso falar de alimentos in natura!

Trocamos uma ideia com a Dra. Haline Dalsgaard, nutricionista há 17 anos pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e criadora do Saúde no Prato.

A introdução de alimentos na dieta da criança deve acontecer entre o quinto e o sexto mês de vida e deve complementar as numerosas qualidades e funções do leite materno, que deve ser mantido preferencialmente até os dois anos de vida. Nesta fase, geralmente inicia-se a oferta de frutas sob a forma de sucos naturais ou papas, com a função de complementar a dieta do lactente, principalmente quanto ao teor de vitaminas (principalmente A e C) e minerais. Após o sexto mês de vida, inicia-se a oferta de refeição de sal, com introdução lenta e gradativa de diversos grupos de alimentos.

Sabemos bem sobre a atarefada rotina de uma mãe, parece até que o reloginho não para de rodar e o dia tem, sei lá, 30 horas! Eis que o mercado de produtos para bebês anda trabalhando bem para atender a essa necessidade de praticidade, alinhada à qualidade de vida, que é a prioridade.

Como a Inesquecível Festa Infantil não “dorme no ponto”, montamos uma resenha do que promete ser a revolução das já conhecidas papinhas. Muito famoso nos Estados Unidos, a última novidade desenvolvida nessa área foi o Baby Bullet. E você confere aqui, “tim tim por tim tim” desse novo produtos. Vamos lá?

O que é? 

Baby Bullet é um kit de 20 peças para preparação e armazenamento de alimentos totalmente naturais. Inclui uma espécie de copo convencional de liquidificador capaz de processar cenouras, batatas e demais legumes inteiros ou fazer um “mixer” das frutas escolhidas, e uma outra opção, que é um copo super charmoso com duas alcinhas que comportam as mãozinhas da criança, para uma porção unitária do alimento produzido quando você preferir.

alimentacao-saudavel-natural-bebes-papinha-baby-bullet

O copo maior, padrão já conhecido, “enche” com auxílio de uma espátula, todas as bandejinhas com a comidinha e, pasmem, os potinhos exclusivos do kit possuem indicação numeral pra você girar e especificar a data em que o alimento foi feito e armazenado ali. Depois é só levar para a geladeira e, em minutos, você produz a alimentação de um mês inteiro para o seu bebê.

As papinhas podem ser congeladas por até 30 dias. Esse processo de conservação mantém as características nutricionais dos alimentos, desde que sejam tomados alguns cuidados no procedimento de preparo.

Tudo extremamente fácil de encaixar. Parece que pensaram em tudo!

potinho-alimentacao-saudavel-natural-baby-bullet

+ Vantagens

• O maior benefício é poder ter um alimento prontinho e, depois de um dia hiper cansativo de trabalho, poder garantir alimentação realmente de qualidade ao seu filhote de maneira super prática!

• Outro ponto positivo é o tamanho do eletroportátil, super ideal até mesmo para cozinhas pequenas. Um liquidificador específico para o seu bebê e que não ocupa espaço. Estamos felizes com a novidade.

• Todos os processamentos ocorrem em torno de segundos. É incrivelmente rápido.

• As partes integrantes do kit são Bisfenol Free e muito fáceis de lavar e, lembrem como é difícil produzir uma refeição por dia em um liquidificador simples e comum. Vamos acabar com a rotina de lavar louças desnecessárias e passar esse tempinho brincando com o seu anjinho?

O mais legal é fornecer o alimento que verdadeiramente sustenta a saúde do seu bebê: o natural. Olha que dica incrível!

dicas-preparacao-alimentos-saudaveis-crianca

A conservação de alimentos por Haline Dalsgaard

Papas salgadas 

1. Não congele: Receitas à base de maisena, gelatina pura, maionese, claras cozidas ou em neve, gema crua, ovo cozido, vegetais crus, creme de chantilly, iogurte.

2. Alimentos frescos. Os alimentos que vão ser usados para preparar as papinhas devem ser frescos, pois o congelamento não mascara a qualidade.

3. Choque térmico. Após o preparo, a papinha deve ser colocada, ainda quente e na própria panela, num recipiente com gelo, o que pára o cozimento. Dessa maneira, fica preservada a textura da papinha depois do congelamento.

4. Porções individuais. Após resfriada, a papinha deve ser colocada em porções que dêem para uma refeição do bebê, num recipiente pequeno, de modo que não sobre espaço. Feche em seguida ( retire o ar ) e leve ao freezer. Esse procedimento evita o excesso de ar, que prejudica a qualidade da papinha. É recomendado que a papinha seja armazenada em recipientes de inox, vidro ou plástico livre de Bisfenol A (diversos utensílios para bebês já são livres desta substância que pode causar problemas para a saúde do bebê).

5. Como congelar: Use somente o freezer no processo de congelamento. O congelador das geladeiras não têm temperatura adequada para esse tipo de conservação de alimentos.

6. Como descongelar: Descongele a papinha diretamente no microondas, em potência mínima, retirando parcialmente a tampa do recipiente, mexendo uma ou duas vezes. Ou, ainda, descongele naturalmente na geladeira, por até 6 horas, e, em seguida, coloque numa panela e aqueça no fogo convencional.

papinhas-naturais-saudaveis-baby-bullet

Papas Doces

Para o congelamento de papinhas de frutas é recomendado o cozimento da fruta antes. Este processo garante uma melhor conservação e evita a oxidação. As papinhas de frutas cozidas podem ser congeladas por até seis meses.

1. Descasque a fruta que for preparar e retire suas sementes, caso possua;

2. Corte as frutas em pedaços pequenos;

3. Coloque os pedaços de frutas numa panela de inox ou de vidro com bem pouca água

(apenas o suficiente para não grudar no fundo da panela);

4. Levar ao fogo baixo, com a panela tampada, até a fruta começar a desmanchar.

5. Amassar com um garfo até obter um purê.

6. Congelar em potes individuais de vidro ou plástico Bisfenol free.

Sugestões de papinhas: goiaba, manga, maçã, ameixa, pêra, caqui, mamão.

Muito mais saúde!

A preocupação com a alimentação do seu pequeno deve ser prioridade máxima! Com as nossas dicas, o saudável torna-se o mais prático e sendo assim, irresistível!

Para quem se interessar e quiser receber acompanhamento nutricional da Haline:

Consultório Barra da Tijuca
Americas Medical City
Av. Jorge Curi, 550 Bl. A sl. 118/119
Tel: (21) 2430-9050
Consultório Niteroi
Rua Noronha Torrezão, 24 sl. 710 – Santa Rosa
Tel: (21) 3674-4662

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *